Table of Contents Table of Contents
Previous Page  51 / 86 Next Page
Basic version Information
Show Menu
Previous Page 51 / 86 Next Page
Page Background

TURISMO EM NÚMEROS | PÁG.51 | EDIÇÃO 96

perceptível o aumento anual de

visitantes estrangeiros. Embora

não tenha dados gerais oficiais,

posso afirmar que atualmente

o destino já recebe mais estran-

geiros do que brasileiros nos

meses de agosto e setembro. As

atividades mais procuradas são

caminhadas de longa duração

(trekking) nas Chapadas e obser-

vação de fauna (animais no pan-

tanal e pássaros na Amazônia).

Para todos os turistas, entre as

atividades preferidas, encontram-

-se observação de fauna, flora e

formações geológicas; visitas a

cavernas (espeleoturismo); ob-

servação astronômica; mergulho

livre; caminhadas; trilhas inter-

pretativas; e os conhecidos safá-

ris fotográficos.

Não basta que o Brasil tenha

a natureza exuberante e locais

incríveis para esse tipo de ativi-

dade. É preciso ter uma boa in-

fraestrutura para receber os vi-

sitantes. Além disso, a calma e o

ambiente contemplativo atraem

também muitos deficientes físi-

cos ou pessoas com mobilidade

reduzida, informa Simões:

— Outra bandeira defendida

pela entidade e por seus associa-

dos é que a vida ao ar livre está

disponível e deve ser aproveitada

de 35% ao ano, nos últimos dois

anos, mas credito esse aumento,

sobretudo, a investimentos reali-

zados na ampliação do quadro de

funcionários, promoção, diversifi-

cação de produtos e capacitação

da equipe.

Marincek percebeu também o

aumento da procura dessas ativi-

dades no Brasil por parte dos es-

trangeiros:

— Vir para o Brasil já é consi-

derado uma grande aventura, um

destino exótico pelos turistas eu-

ropeus e americanos. Temos es-

critório local em Lençóis, na Cha-

pada Diamantina, desde 1999, e é