Table of Contents Table of Contents
Previous Page  50 / 86 Next Page
Basic version Information
Show Menu
Previous Page 50 / 86 Next Page
Page Background

TURISMO EM NÚMEROS | PÁG.50 | EDIÇÃO 96

A quantidade cresceu 43%, o

que exigiu a contratação de no-

vos funcionários. O resultado foi

aumento de 35% no número de

pessoas trabalhando no setor.

Segundo o estudo, cada turista

tem um ticket médio de R$ 375

no segmento. Algo que movi-

menta e reforça a economia do

País.

O professor Jota Marincek,

consultor em ecoturismo e sócio-

-fundador da empresa Venturas

Viagens e Turismo, que atua no

mercado desde 1987, confirma

a tendência: Tivemos um cres-

cimento expressivo, da ordem

físico e emocional, nas férias ou

mesmo aos finais de semana e fe-

riados, tem levado turistas a viajar

cada vez mais para regiões onde

o contato com a natureza e os há-

bitos simples de seus habitantes

e sua cultura sejam possíveis.

O segmento tem crescido mui-

to, segundo um estudo da ABETA

em parceria com o Ministério do

Turismo: a modalidade Aventu-

ra movimentou R$ 491 milhões

em 2009, quando era praticado

por 4,4 milhões de turistas no

País. De acordo com Simões, o

número de Agências de Viagens,

Operadoras Turísticas e pesso-

as trabalhando no segmento de

ecoturismo e turismo de aventu-

ra aumentou consideravelmente

nos últimos anos:

— Dados prévios de uma pes-

quisa realizada pela associação

entre seus associados mostram

que 62% atingiram um cresci-

mento significativo em um ano

e 71% têm uma expectativa ain-

da maior de evolução em 2014.

Não temos um número exato de

turistas que praticam turismo

de aventura e ecoturismo, mas o

que a ABETA pode garantir é que

o viajante brasileiro e estrangei-

ro procura cada vez mais ativida-

des relacionadas ao segmento.

SEGMENTAÇÃO